Deputada Dra. Mayara Pinheiro

Nome Completo:   Mayara Monique Figueiredo Pinheiro

Partido:   PP

Data de Nascimento:   Não informado

Telefone:  

E-mail:  

Número do Gabinete:  

Fax:  

Biografia:  

Mayara Monique Figueiredo Pinheiro Reis, a Dra. Mayara, é mãe, casada, amazonenses e médica com especialização em dermatologia pela Fundação Alfredo da Matta (FUAM). Entrou para a história como a deputada estadual mulher mais votada na história do Amazonas.
Em 2016 foi eleita vice-prefeita do município de Coari (AM) com a maior votação da história (21.360 votos). O município estava endividado, com salários atrasados, com índices alarmantes de violência, desemprego, saúde precária e infraestrutura destruída. Já no primeiro ano obras foram retomadas gerando novos postos de emprego, os alunos voltaram a receber fardamento e kits escolares, as escolas e salas de aula foram totalmente reformadas e equipadas. Nesse mesmo ano os professores coarienses foram os únicos do Brasil a receber - além do abono - o 13º, 14º, 15º e 16º salários. O funcionalismo e fornecedores da prefeitura voltaram a receber seus pagamentos em dia, o hospital foi totalmente reformado e equipado passando a contar com mais de 40 médicos, incluindo especialistas  das mais diversas áreas, todas as UBS foram reativadas e equipadas, além de concluir e entregar para a população a UBS Fluvial que, de forma pioneira, leva saúde e cidadania para os coarienses de todas as calhas. Em apenas seis meses, a UBS Fluvial chegou a atender mais de 13 mil pessoas. Coari também se tornou no primeiro ano de mandato o 3º município que mais investiu em saúde do Amazonas. Esta atuação de destaque fez com que o Partido Progressista (PP) desafiasse a médica a concorrer por uma vaga como deputada estadual e defendesse na Assembleia as demandas dos municípios do interior das áreas mais carentes de Manaus, focando na saúde e gestão. Mayara foi eleita com 50.819 votos (a mais votada do pleito) e se tornou a mulher candidata a deputada estadual mais votada na história do Amazonas.